Clínica Higashi

Londrina | PR : 43 3323-8744
Rio de Janeiro | RJ : 21 3439-8999

Notícias

5/10/2015 Tratamento de dor cervical com Bloqueio Facetário Cervical
O bloqueio facetário cervical com a utilização da técnica do ramo medial é útil no diagnóstico e tratamento de condições dolorosas que envolvam traumatismo , artrite ou inflamação das articulações facetarias cervicais por levar grande alívio na dor da região cervical.

Indicações

O bloqueio facetário cervical com a utilização da técnica do ramo medial é útil no diagnóstico e tratamento de condições dolorosas que envolvam traumatismo , artrite ou inflamação das articulações facetarias cervicais .Esses problemas podem manifestar-se clinicamente como cervicalgia ,cefaleia  suboccipital , ocasionalmente, ombroalgia  e dor supraclavicular .


Anatomia Clinicamente Relevante 

As articulações facetarias cervicais são formadas pela articulação das facetas articulares superior  e inferior de vértebras adjacentes .Com exceção  das articulações atlanto –occipital e  atlantoaxial ,as demais articulações facetárias  cervicais são verdadeiras  na medida em que são envolvidas pela sinóvia  e possuem uma cápsula   articular verdadeira .Essa cápsula é ricamente inervada e sustenta a noção de que a articulação facetária esta sujeita é gerador de dor. A articulação facetária é  um gerador de dor. A articulação  facetária cervical está sujeita as alterações  artríticas e aos traumatismos causados por lesões de aceleração –desaceleração .Esses danos causados por à articulação resultam em dor secundária à inflamação da articulação sinovial e formação de aderências .

Cada articulação facetárias  recebe inervação de dois níveis espinais .Cada articulação recebe fibras do ramo dorsal no mesmo nível  da vértebra, assim como fibras do ramo dorsal da vertebra acima .Esse fato tem importância clínica na medida em que fornece uma importância clínica na medida em que fornece uma explicação para a natureza  mal definida  da dor mediada pelas facetas articulares ,e também explica porque o nervo dorsal proveniente da vertebra acima do nível da lesão  deve frequentemente ser também bloqueado para proporcionar alívio  completo  da dor .

Em cada nível ,o ramo dorsal  envia um ramo medial que se curva em torno da convexidade do pilar articular da sua vértebra respectiva .Essa localização é constante em relação aos nervos  .de C4  a C7  e permite uma abordagem  simplificada  para tratamento da síndrome  facetaria cervical.


Técnica guiado pela anatomia:

O processo espinhoso  no nível  em que será realizado o bloqueio  é identificado  como o local de inserção  da agulha  um ponto ligeiramente inferior e 2,5 cm lateral ao processo  espinhoso .

Após a preparação  da pele com solução anti- séptica ,é  feito um botão   cutâneo com anestésico local  no local  de inserção da agulha. Três  mililitros de  anestésico  local sem conservante  são aspirados  em uma seringa estéril  de 5ml . Ao tratar  uma dor  que se acredita  secundaria a um processo  inflamatório  , acrescenta –se um total  de 80 mg de um esteróide ,e de depósito  no primeiro bloqueio , e um total de 40mg do mesmo esteroide  nos bloqueios   subsequentes .

Uma agulha calibre 18,de 2,5 cm ,pré inserida através da pele e do tecido subcutâneo no local de inserção previamente identificado ,para servir como um introdutor. A agulha  introdutora é então reposicionada em uma trajetória  ligeiramente superior  e medial ,apontando  diretamente  para o aspecto posterior  do pilar articular  no nível   a ser bloqueado .Uma agulha calibre 25 com 8,75  cm com mandril ,é então inserida  através  da agulha  introdutora  calibre 18 e direcionada para o pilar articular .Após ser obtido um contato ósseo ,a profundidade  do contato  é anotada e a agulha espinhal é retirada .A agulha introdutora é reposicionada  em seguida ,em direção ao aspecto mais lateral do pilar articular .A agulha  calibre 25 é então reintroduzida até que atinja  o aspecto mais lateral  da borda  do pilar articular .Caso a agulha espinhal  deslize   sobre   o aspecto lateral  do pilar  articular ,ela é recusada  e redirecionada  um pouco ,mais medialmente e avançada  cuidadosamente  até  a profundidade  do contato  ósseo  anterior .  

Após  a agulha estar em uma posição satisfatória   mandril    é removido  da agulha  calibre 25  e o cubo observado  para identificar  a presença de sangue ou liquido cérebro espinhal   .Se  nenhum deles estiver ,é realizada aspiração delicada com agulha .Se o teste de aspiração for negativo ,é injetado 1,5 ml  de solução através da agulha espinhal .


Técnica guiada pela fluroscopia:

Se for utilizada fluoroscopia , gira –se o foco em um plano   sagital  de uma posição anterior para uma posição posterior , o que permite  a identificação e visualização  dos pilares articulares das vertebras  respectivas . 

Após a preparação da pele com solução anti-séptica , é feito um botão  cutâneo  com anestésico  local no ponto   de inserção da agulha .Uma agulha calibre 18,de 2,5cm,é inserida  no ponto  de inserção para servir com introdutor . O foco  fluoroscópico   é apontado  diretamente através da agulha   introdutora ,que aparecerá na tela de fluoroscópia  como um ponto  pequeno .A agulha  introdutora é então  reposicionada  sob orientação fluoroscópica  até que esse pequeno ponto seja visualizado, apontando    de 5ml  diretamente para o aspecto posterior  do pilar articular  no nível a ser bloqueado .

Um total   de 5ml  de meio de contraste adequado para uso intratecal   é aspirado  em uma seringa estéril  de 12 ml .Em seguida   ,3ml  de anestésico   local sem conservantes são aspirados  em uma seringa estéril separada de 5ml .Ao tratar uma dor que se acredita  secundaria  a um processo   inflamatório ,é acrescentado um total  de 80 mg de um esteroide   de deposito no primeiro bloqueio , e um total  de 40 mg do mesmo esteroide  nos bloqueios subsequentes .



Captura de Tela 2015-10-01 às 17.18.02.png
Captura de Tela 2015-10-03 às 11.46.50.png


Mais informações sobre clinica de dor ligar para os telefones (21) 3439-8999 (Rio de Janeiro) ou (43)33238744 (Londrina).




Newsletter
Cadastrar