Clínica Higashi

Londrina | PR : 43 3323-8744
Rio de Janeiro | RJ : 21 3439-8999

Notícias

30/7/2015 Estimulação Magnética Transcraniana na reabilitação da sequela do Acidente Vascular Cerebral
Estimulação Magnética Transcraniana (EMTr) traz esperança as pessoas vítimas de Acidente Vascular Cerebral (AVC).

A Estimulação Magnética Transcraniana Repetitiva (EMT) existe há quase 20 anos e cada vez mais se descobre como tratar diversas doenças que afetam o cérebro com este tipo de tecnologia neurológica conhecida como neuromodulação cerebral não invasiva. Pacientes que tiveram Acidente Vascular Cerebral (AVC) podem contar com mais este aliado no tratamento e recuperação de áreas cerebrais lesionadas (neuroreabilitação).

Quando acontece um Acidente Vascular Cerebral (AVC), o vaso sanguíneo que transporta oxigênio e nutrientes para o cérebro é bloqueado por um coágulo (acidente vascular cerebral isquêmico) ou ocorre ruptura (acidente vascular cerebral hemorrágico) privando parte do cérebro de sangue e oxigênio. Isto leva a morte de células cerebrais e deficits duradouros, como alterações da fala, problemas de visão e memória, problemas motores. Há uma diminuição da atividade neuronal da região afetada e um desequilíbrio na recuperação do lado lesionado.

Pesquisadores do Centro Médico da Universidade de Wesner em Ohaio, Estados Unidos, estudaram a Estimulação Magnética Transcraniana (EMTr) somada a terapia ocupacional na melhora e recuperação de pacientes com AVC (Acidente Vascular Cerebral). No estudo, os pacientes receberam o tratamento com Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) para melhorar a atividade no lado que foi lesionado pelo AVC. O estudo contou com 60 pacientes em 12 Centros Médicos no período de 2 anos. Foi demonstrado no estudo que sessões de Estimulação Magnética Transcraniana (EMTr) inibitória para o lado saudável do cérebro combinada com terapia ocupacional, aumenta o estímulo de atividade no lado lesionado do cérebro e resulta em melhora da função no lado do corpo afetado pelo acidente vascular cerebral.

Outro estudo feito em Quebec, no Canadá, demonstrou que pode haver chance de recuperação da função da linguagem após uma pessoa ser vítima de acidente vascular cerebral (AVC). A pesquisa foi dirigida pelo professor Alexander Thiel, especialista em neurologia e neurocirurgia da Universidade de MCGill em Montreal. O trabalho mostrou que a Estimulação Magnética Transcraniana (EMTr) não invasiva pode ajudar pacientes pós-AVC a recuperar a linguagem (domínio do discurso). Este é um grande avanço no tratamento para sequelas do AVC, por que de 20% a 30% dos pacientes com AVC sofrem de afasia, termo médico neurológico para pacientes que tem dificuldade da compreenção e formulação da linguagem após o AVC. O estudo demonstrou significativa eficácia de recuperação da linguagem, o que é altamente benéfico a qualidade de vida do paciente.



Vídeo explicativo sobre tratamento realizado no Centro Médico de Boston, EUA (Neuromodulation Lab Spaulding Rehabilitation Hospital)



Imagem por Ressonância Magnética Cerebral: Em azul área da região isquêmica pela sequela do AVC  e em vermelho ativação cerebral após Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) em movimento da mão que foi afetada:

3.jpg



As sessões de Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) no  AVC podem ser feitas em média 3 vezes na semana por um período de 6 semanas, sempre avaliado pelo médico com treinamento em neurologia e neuromodulação cerebral não invasiva.


A aplicação da EMT depende da faixa de freqüência. Frequência inibitória (1 Hz)  aplicada sobre o córtex motor da mão na região não afetada demonstrou diminuição a inibição interhemisférica. A inibição interhemisférica é um fenômeno associado a não melhora do hemisfério afetado pelo AVC, ou seja, o lado não doente do AVC cria uma certa "dominância" impedindo que o lado doente se recupere, a EMT ajuda na inibição deste fenônemo com isso "libera" o lado doente para a melhora motora. Já a EMT em alta frequência (5-20 HZ) no córtex motor afetado pode melhorar diretamente a a plasticidade, a aprendizagem e a aquisição de habilidades motoras em pacientes vítima de AVC crônico.


EMT no AVC.jpg

(a)Inibição da excitabilidade dos córtex motor primário (hemisfério não afetado) (b), Estimulação  excitatória direta do córtex motor primário afetado.


O tratamento  de Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) é uma técnica não invasiva, pode ser aplicada em pessoas que sofreram AVC, após avaliação médica neurológica. Há uma ativação das áreas de função do  membro lesionado que somado a terapia ocupacional aumenta a chance de recuperação do paciente. Também pode ser potencialmente colocado em qualquer parte ao redor da área cerebral que precisa ser estimulada após uma isquemia, aumentando a atividade ao redor da área que sofreu lesão,  e também inibindo o lado contralateral que pode estar causando a inibição interhemisférica. Os efeitos da Estimulação Magnética Transcraniana (EMTr) na neuroreabilitação do paciente pós-AVC não se limita apenas as áreas motoras, mas tem um papel fudamental nos efeitos comportamentais com melhora da motivação e humor..

Veja na figura abaixo com é feito o tratamento com Estimulação Magnética Transcraniana
EMT .jpg


Clique aqui e veja o artigo sobre Estimulação Magnética Transcraniana no tratamento do AVC publicado no canal americano Fox News.


Para maiores informações sobre Estimulação Magnética Transcraniana (EMTr) telefones (21) 3439-8999 – Rio de Janeiro ou (43) 2333-8744 – Londrina.



Newsletter
Cadastrar