Clínica Higashi

Londrina | PR : 43 3323-8744
Rio de Janeiro | RJ : 21 3439-8999

Notícias

30/7/2015 Astragalóside substância presente em planta chinesa com propriedades anti-antinvelhecimento
O astragalóside IV está presente na raiz do Astragalus membranaceus, que ocupa um lugar de destaque particular na medicina tradicional chinesa há milhares de anos tem propriedades antienvelhecimento.

O astragaloside planta usada a milhares de anos na medicina chinesa ativa a telomerase atrasando o encurtamento dos telômeros, prolongando dessa forma a duração da vida celular. O encurtamento dos telômeros está associado ao envelhecimento celular e ao aparecimento das doenças ligadas ao envelhecimento.


Os telômeros mais curtos foram observados em octogenários. Por outro lado, nos indivíduos com 60 anos e mais, a probabilidade de morrer de doença infecciosa ou de crise cardíaca parece ser muito mais elevada nos que possuem telômeros mais curtos.


Os estudos demonstraram que estimulando a telomerase é possível aumentar de forma significativa à duração de vida das células. Até há pouco tempo, acreditava-se que as células já nasciam com os dias contados. Após se dividirem 50, 100 vezes, elas envelheciam. Ou, como dizem os especialistas, senesciam.  As células senescentes são maiores do que as jovens e produzem uma taxa diferente de proteínas e não se dividem mais. Esse ciclo parecia inexorável.


A enzima telomerase estabiliza o comprimento dos telômeros, fazendo com que a célula “conserve sua juventude”.


astragalo.jpg


A era da telomerase:


Ativadores de telomerase talvez venham a ser uma opção medicamentosa adequada para prolongar a “juventude celular”, ao passo que inibidores de telomerase ajudariam a prevenir o câncer nas etapas tardias da vida.


A telomerase é uma enzima capaz de rejuvenescer as células, já que tem a propriedade de manter jovens os telômeros, que são estruturas protetoras do material genético que vão se desgastando com o passar do tempo. Assim, “é vista como o alvo potencial em terapias contra doenças associadas ao envelhecimento celular e como um alvo antitumores, pois as células tumorais possuem de forma aberrante a telomerase, que as permite crescer imortalmente”.


O processo de envelhecimento celular e a consequente proliferação de doenças se dão em função do encurtamento dos telômeros – longas fitas repetitivas de DNA presentes em cada célula humana (um em cada extremidade). A ativação da telomerase é a resposta para evitar este encurtamento.


Mais informações sobre nutrologia  ligar para 21-34398999 ( Rio de Janeiro) ou 21-33238744 ( Londrina)

Newsletter
Cadastrar