Clínica Higashi

Londrina | PR : 43 3323-8744
Rio de Janeiro | RJ : 21 3439-8999

BLOG - Dr Higashi

Postado em 17/4/2014
O que é Dieta Proteinada pelo Método Pronokal ?
Dieta Proteinada pelo Método Pronokal
As dietas de calorias muito baixas datam de 1929 e, desde então, foram agupadas segundo o termo Very-Low-Calorie Diets ou VLCD.  Entre 1966 e 1967, Bollinger e Apfelbaum introduziram o conceito de VLCD com suplementos para controlar os efeitos secundários da dieta.

Em 1973, George Blackburn MD, PhD, Professor associado de Cirurgia e Nutrição na Universidade de Harvard, publica a sua tese de doutoramento no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).

O objetivo do seu trabalho era estabelecer um método nutricional para pacientes em estado grave,em internamento hospitalar,que protegesse a massa magra,diminuindo o consumo de glícidios. Este trabalho do Dr. Blackburn deu origem ao Protein – Sparing Modified Fast (PSMF), método que começou a ser utilizado de forma regular pelos profissionais médicos na sua prática diária. O Dieta de Jejum com baixa proteina leva a perda de peso com  perda de Massa Muscular  e Perda de Massa Visceral.

O princípio de BLACKBURN era estabelecer um regime em que o balanço calórico seja negativo mantendo um balanço nitrogenado em equilíbrio.

Ocorreram muitas mudanças desde o início da utilização de proteínas nos anos 40. O uso de proteínas de Alto Valor Biológico, oferecem atualmente ao médico e ao paciente uma base de segurança para alcançar o objetivo. Além disso, a perda de peso causada pela DIETA PROTEINADA deve ser acompanhada da educação do paciente para quando regressar a situação de equilíbrio.

A Dieta Proteinada define-se como uma Very-Low-Calorie Diet, com um consumo de proteínas de entre 0,8 e 1,2 gramas por quilo de peso ideal do paciente. Estas proteínas são fornecidas sob a forma de liofilizado de Alto Valor Biológico. A Dieta Proteinada permite manter um balanço nitrogenado em equilíbrio, minimizando a perda de massa magra e perdendo, desta forma, uma grande quantidade de peso à custa de massa gorda. Além disso, a Cetose controlada proporciona ao paciente um efeito anorexígeno e psicoestimulante.

Na Dieta Proteinada, inclui-se:
  1. Um fornecimento de proteínas de Alto Valor Biológico sob a forma de preparados (bebidas,sopas,sobremesas,omeletes,...).
  2. Um consumo de fibra sob a forma de verduras autorizadas.
  3. Um consumo de complementos minerais e vitamínicos.
  4. Um consumo de água (> 2 litros/dia).
O fundamento da Dieta Proteinada baseia-se na mudança de um metabolismo glicocêntrico (centrado na glicose) para um metabolismo lipocêntrico (centrado nos ácidos graxos). Portanto, a fonte principal de energia é a gordura de reserva. A lipólise desta gordura,mediante a lípase hormônio-sensível, liberta ácidos gordos que, por beta-oxidação hepática, transformam-se em corpos cetónicos,outorgando os efeitos anorexígeno e psicotónico, e funcionando como fonte de energia para o organismo. Mas ao contrário do que sucede em jejum, se fornecer uma dieta com a quantidade suficiente de proteínas minimiza-se a perda de massa magra, e a perda de peso baseia-se sobretudo no consumo das reservas lipídicas do organismo, que, de resto, são a causa da obesidade e do excesso de peso.

A instauração de uma Cetose controlada não deve ser confundida com cetoacidose. O consumo de uma quantidade controlada de hidratos de carbono e de gorduras juntamente com uma correta suplementação de vitaminas e minerais consegue uma situação metabólica ótima para a perda de peso. A Cetose controlada diminui ainda o apetite e aumenta a sensação de bem-estar e euforia, o que favorece o cumprimento da dieta.


Vantagens da Dieta Proteinada:
  1. Uma perda de peso rápida (7-10 kg/mês) e a possibilidade de conseguir uma silhueta adequada.
  2. Ausência de fome,desde o segundo ou terceiro dia da dieta e a sensação de bem estar geral, de estar em forma (por causa da Cetose).
  3. A eliminação das gorduras, minimizando a perda de massa magra.
  4. Melhoria das patologias associadas à obesidade (artrose,asma,dislipidemias,diabetes, HTA ...)
  5. Melhoria da qualidade da pele: graças ao consumo de proteínas e vitaminas.
  6. Melhoria do ritmo do sono, apnéias e roncos.
  7. Método seguro sob controle médico.
  8.  Método eficaz e rápido.
Indicações da Dieta Proteinada:
  1. Obesidade: IMC > 30
  2. Sobrepeso ( IMC entre 25 a 30) refratários a dietas convencionais. 
  3.  Diabetes tipo 2  
  4. Síndrome Metabólica 
  5. Pré-operatórios 
  6. Pacientes refratários a outras dietas.

Contra- indicações da Dieta Proteinada:

Absolutas:
  1. Crianças e adolescentes < 16 anos;
  2. Maiores de 65 anos (em mudança para maiores de 75 anos)
  3. Grávida ou lactante;
  4. Transtornos da conduta alimentar;
  5. Alcoolismo/Toxicomania 
  6. Alteração psicológica grave 
  7. Corticoterapia sistemática
  8. Alterações supra-renais
  9. Insuficiência hepática ou renal
  10. DM tipo 1
  11. Uso de tiazidas ou furosemidas
  12. Hemopatias
  13. Cancro (até alta oncológica)
  14. Doenças cardiovasculates ou cerebrovasculares

Relativas:
  1. Gota
  2. Litíase renal
  3. Colelitíase
  4. Depressão
  5. Transtornos hidroeletrolíticos
  6. Hipotensão ortostática
  7. DM 2 insulinodependente (método Diaprokal)
 
A Dieta Proteinada é normoproteica porque administra proteínas num intervalo de variação entre 0,8 e 1,2 g por quilo de peso ideal do paciente, sendo esta a quantidade de que o organismo precisa para manter o balanço nitrogenado em equilíbrio e minimizar a perda de massa magra.
As quantidades de proteínas, glícidos, lipídios e também vitaminas e minerais que se ingerem na Dieta Proteinada são as seguintes: Proteínas  0,8 – 1,2 g/ kg ideal/dia, Lipídios  uma colher de azeite (10 g), Glicídios  < 50 g (glicídos absorvíveis/ dia), Vitaminas e minerais  devemos cobrir 100% das QDR, Valor energético  entre 600 e 800 calorias/dia

A DIETA PROTEINADA conduz inevitavelmente à perda de peso: reduz-se o consumo de lipídios, utiliza-se o mínimo de carboidratos, e cobrem-se as necessidades diárias de proteínas, o que assegura o consumo de nutrientes estruturais e a manutenção das diferentes estruturas (músculo,ossos, etc.).

Etapas da Dieta Proteinada ( Método Pronokal) :

Cada etapa dividi-se em diferentes fases, nas quais se introduzem pequenas alterações:

Etapa 0: Em primeiro lugar, a instrução do paciente. Fase de preparação para a dieta ou seja informação ao paciente; avaliação clínica e laboratorial, estudando as indicações, contra-indicações, comorbidades e características individuais de cada paciente. 

Etapa 1: Instaura-se a Dieta Proteinada,de perda rápida de peso, 7-10kg por mês, na qual a Cetose é um elemento-chave. Esta fase é chamada de fase ativa aonde ocorre perda de peso rápido 7-10kg; paciente fica em Cetose.

Etapa 2: Uma vez reduzido 80% do peso desejado, inicia-se a fase de reeducação alimentar (menos restrita que a fase ativa), na qual se perde os 20% do peso restante desejado. Nesta fase de reeducação acaba-se com a Cetose; identificam-se os grupos alimentares e reeducação alimentar.

Etapa 3: Finalmente, uma vez conseguido o peso desejado, chega-se a fase de manutenção, adaptada ao novo gasto metabólico do paciente, com um seguimento de pelo menos 2 anos. A fase de manutenção se mantêm vigilante a educação nutricional e manutenção do peso a longo prazo; dieta equilibrada adaptada às novas necessidades energéticas do paciente.

dieta proteinada metodo pronokal .jpg

A duração de cada etapa da dieta proteinada pelo Método Pronokal deve ser individualizada e adaptada às características de cada paciente, respeitando sempre as normas gerais.

O controle do paciente por parte do médico nutrólogo é de fundamental importância durante todo o tratamento tanto nas fases ativas como nas fases de Reeducação Alimentar até à alta passados dois anos do início do tratamento.

Autor: Dr. Rafael Higashi - mestre em medicina , médico nutrólogo e neurologista da Clínica Higashi. ( tel: 21-34398999 no Rio de Janeiro e tel: 43-33238744 em Londrina).

Dr. Rafael Higashi medico neurologista e nutrologo.jpg
Ver comentários ( )

  • 19/5/2017
    JimmiXzSq
    o4z5ag http://www.LnAJ7K8QSpkiStk3sLL0hQP6MO2wQ8gO.com
Ocultar comentários
Sobre Dr. Higashi
O Blog Dr. Higashi é formado pelos três diretores médicos da Clínica Higashi composto por Dr. Tsutomu Higashi, médico com master na ciência do anti-aging, Bacharel em Medicina Ortomolecular e patologista clínico, Dr. Rafael Higashi, mestre em medicina com especialidade em neurologia e nutrologia e Dr. Leonardo Higashi médico especialista em clínica médica, endocrinologia e nutrologia. O objetivo do Blog é trazer informação sobre medicina e qualidade de vida, através de uma visão global do organismo.
clinica Higashi.jpg
Categorias
  • >> Posts 2017
  • >> Posts 2014
  • >> Posts 2013
  • >> Posts 2012
  • >> Posts 2011
  • >> Posts 2010
  • >> Posts 2009


Compartilhar:
Newsletter
Cadastrar